sexta-feira, dezembro 12, 2008

PENSAR EM 2009.

O Artigo que o Arthur Melo faz no Açoriano Oriental resume de forma muito simples o que se passou ontem durante a cerimónia de entrega de troféus no ANIMA. Também o Acácio Mateus no Desporto Sem Paralelo faz uma síntese. No Contratempo podem ver em imagens o ambiente vivido. Sou suspeito, mas julgo que correu bem.

2008 foi sem dúvida muito positivo a vários níveis:
- aumento do número de atletas federados, de clubes, de competitividade;
- formação de recursos humanos (Curso de Treinadores e Curso de Comissários);
- Constituição da Associação de Ciclismo dos Açores.

Foi tudo muito bom, e o futuro trará concerteza coisas ainda melhores... mas isso pode trazer consigo várias armadilhas, desde já por ter elevado em muito a fasquia do que é exigido actualmente na modalidade, tanto em termos organizativos, como financeiros. É preciso estarmos todos muito atentos e unidos e nunca esquecer como tudo isto começou: como um grupo de amigos! Uma organização de amigos para ser praticada por amigos. É obviamente um pensamento utópico nesta fase e por isso não passa disso mesmo - um pensamento, no entanto, serve para expressar o sentimento que deve em meu entender continuar a prevalecer.

Esta modalidade, aquilo que temos conseguido, é de todos e para todos, ou seja, é preciso que todos continuem a trabalhar e que todos continuem a dar aquilo que podem e sabem.

A constituição da Associação não deixa de ser um dos momentos do ano, senão mesmo o maior. Não será fácil operacionalizar uma coisa que acarreta consigo o nome "Açores", mas só não dará certo se as pessoas não quiserem que dê certo. Se todos em São Miguel e nas outras ilhas quiserem, esta Associação pode ser um exemplo de coesão regional que tantas vezes não existe nas mais variadas actividades. Estamos dispostos a ouvir opiniões, comentários e criticas construtivas de forma a articular tudo da melhor forma.

Para além da operacionalização da Associação para 2009, a organização das provas será sem dúvida o maior desafio. Em São Miguel, serão 3 Taças de 5 provas cada, a que se juntam 2 provas de resistência de 4h em BTT e uma volta à Ilha em Estrada de 5 dias... ufa... até cansa só de pensar. Em 2009 será ainda o Clube NC a assumir no terreno a responsabilidade organizativa destas provas, mas desta feita sob a alçada da Associação de Ciclismo dos Açores. O Clube NC está no terreno a trabalhar para conseguir os apoios financeiros necessários para levar a efeito esta tarefa.

Em relação às competições nas restantes ilhas (Faial e Terceira), temos de conversar com as pessoas e ver como podemos conciliar tudo. Há obviamente interesse em que seja tudo feito sob a alçada da Associação de Ciclismo dos Açores, mas isso também depende do interesse das pessoas que estão do outro lado.

Voltando ao calendário para 2009, lançamos desde já um repto a todos aqueles que estão indecisos quanto a tirar a sua licença desportiva para 2009. Federem-se.... vão ver que vai valer a pena.

A pensar nas 104 pessoas que estiveram recentemente nas Sete-Cidades nas 4h de BTT Furnas & Companhia, iremos repetir a dose em 2009, mas a dobrar. Serão 2 as provas do género a realizar, ambas em circuitos muito, muito acessíveis. Um deles será o mesmo de Novembro passado, nas Sete-Cidades a 3 de Maio, ou outro carece de uma autorização oficial e de alguma logistica mais complicada, mas pode ser que tenhamos sorte... refiro-me à Lagoa das Furnas (em Setembro). Tudo dependerá dos Serviços de Ambiente em São Miguel.

Ainda a pensar nas mesmas pessoas, as 2 primeiras provas da Taça de XC serão também realizadas em locais muito acessíveis e sem dificuldades técnicas. A primeira no Pinhal da Paz a 7 de Fevereiro e a segunda a 15 de Março novamente nas Sete-Cidade, usando o percurso da prova de 4h mais uma pequena secção em redor da península.
4 provas de BTT constituem uma boa desculpa para tirar a licença em 2009!

Outra novidade será promoção de provas para os mais pequenos dos 7 aos 14 anos. Nos dias das provas de XC, antes da corrida normalmente destinada aos mais velhos (de Cadetes para cima), será efectuada uma corrida para Iniciados, Infantis e Juvenis. Irão ser desenhados circuitos adequados às idades dos mais pequenos, respeitando a kilometragem e duração de corrida recomendados pela Federação.

Tem de ser... temos de começar a criar condições para a participação dos mais novos, pois a idade não perdoa os mais velhos... lol

Enfim... são pensamentos soltos que decidi colocar por aqui, aproveitando a pedalada de ontem.



Deixo aqui os valores das licenças para 2009. Durante a próxima semana iremos começar a tratar das papeladas todas, pois este ano a época começa mais cedo e tem de estar tudo pronto até 15 de Janeiro. Se repararem, este ano surge uma novidade nos valores das licenças. Os Sub-23, Elites e Veteranos que decidam praticar apenas BTT, têm uma redução no valor da licença. Apenas os que pretendam fazer BTT e Estrada é que pagam o valor mais elevado. Mais uma boa novidade para grande parte dos "tais" das 4h de BTT... lol

Fiquem bem!

3 comentários:

Levy disse...

Alegra-me saber de tudo o que está a pensar em prol da modalidade. Uma pequena observação, as 4 horas das sete cidade coincidem com o fim de semana da Maratona de Protalegre. Uma referência no BTT Nacional na qual era bom ver os Açores representados. Pelo andamento que conheço de alguns de vós, era para o Top Ten ;)

jormed disse...

Eu sei disso Levy, mas não há mais fins-de-semana livres. Ou colocavamos as 4h no dia 3 ou então uma das provas da Taça de BTT nesse dia... optou-se por colocar as 4h no dia 3 por não ser uma prova em formato de Taça e não prejudicar ninguém neste aspecto.

É preciso ver que as 4h são feitas mais numa perspectiva de promoção da modalidade, pelo menos nesta fase inicial, enquanto que a Taça podemos considerar já que é uma competição com pergaminhos.

Helder disse...

Para as provas de resistência vai ser necessário federar?