segunda-feira, junho 30, 2008

Açoriano Oriental - 30 Junho de 2008

Fiquem bem!

12 comentários:

jormed disse...

Excelente artigo... parabéns ao Arthur ;)

Ovide disse...

Parabéns ao Luís, foi uma vitória com muita autoridade!
O artigo está 5***** com muitas imagens... o tempo ajudou e em dia de São Pedro não houve chuva!

Abraço!
Ovide

Luis Almeida disse...

Isto sim, é um contributo em prol do ciclismo Açoriano, com artigos como este a modalidade tem tudo para chegar as pesssoas aqui dos Açores e não só, e trazer quem sabe mais gente ao ciclismo.
Muitos parabens pelo artigo esta excelente e relata fielmente o que se passou na prova.
Um abraço a todos os que gostam desta modalidade.

Luis Almeida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ludovic disse...

Parabéns à comunicação Social.
Parabéns também a todos os intervenientes na prova, porque se a prova foi interessante, foi porque estivemos lá para esta assim acontecer, tanto aos vencedores como aos vencidos.
... E claro, tb Parabéns à organização que conseguiu ter a estrada muito bem controlada em termos de trânsito, sempre com faixa aberta para pedalarmos.

Abraço!

Tiago Martins disse...

Mais um grande artigo do Arthur. A clássica é sempre assim mas com o bom tempo até a qualidade dos textos melhora.

Parabéns igualmente a todos os intervenientes!

Clife disse...

Viva ao ciclismo nos Açores! Digo "nos Açores", pois por cá felizmente não padecemos — e espero que continuemos assim imunes — do mal que tanto tem afectado “lá fora” esta modalidade que todos “por cá” adoramos. Numa sociedade cada vez mais capitalista quando vendemos a alma ao diabo (que é nada mais do que o sistema monetário), surge logo a ganância de quer mais e mais… tornamo-nos seus escravos, ora para pagar as contas no final de cada mês, ora quando queremos aquilo que não temos e que dita nas montras que tudo tem um preço. Até para nos deslocarmos do ponto A ao B pagamos… cada vez mais! Por falar nisso, recordo-me de uma viagem que fiz ainda no século XX a uma cidade que visitei onde havia umas chamadas ´WCs numa avenida de uns ditos “Aliados”, ´WCs` nas quais para entrar se metia uma moedinha. Eram os sinais de que um novo século que estava à porta, pois vejam lá que até para tal já na altura tínhamos de pagar. Já dizia minha avó “este mundo está perdido”! Mas, e quem não tem moedinhas? Ora bem, se for do sexo masculino é melhor usar um “atilho” e que aperte bem, se for do feminino… “Alto aí”, ´as senhoras estão sempre primeiro`, vá lá… cedam uma moedinha. Enfim, é por estas e por outras que não vejo a hora do sistema económico ir à falência para inventarmos uma outra coisa qualquer que não escravize mais o mundo e nos permita finalmente “Ter” sem perder o “Ser”. Utópico, dizem. Mas, será que não temos saída? Se assim pensarmos certamente jamais veremos uma… Ok, está bem, vou directo ao assunto, ou seja, isto tudo para dizer que quando o diabo controla a sociedade é natural que se apodere também desta modalidade que por aqui exaltamos e lhe retire o “Mens Sana In Corpore Sano”. Porém, felizmente (pelos menos por enquanto, pois vejam lá se ficam à alerta) ele talvez não saiba onde fica o que muitos que nos visitam digam que nós, Povo açoriano — souberam da alteração? Parece que é ofensivo sermos chamados de Povo, enfim, um insulto à nossa autonomia — vivemos no “Paraíso”, assim esquecido além mar… Talvez por isso São Pedro certamente não deixa o diabo entrar cá. Pois, por cá quer-se mais e mais, mas não de moedas ou notas, pois essas não nos usam (nesta modalidade), mas nós a elas, mas somente para termos aquilo que nos faz “Ser”… uns malucos que juntos se divertem à brava simplesmente porque gostamos! Comparando o que se faz por cá com o incomparável da realidade competitiva "fora de ilhas" é verdade que somos pequeninos, mas por tudo isso prefiro sê-lo do que atingir o “estatuto de grandes” e perder por aditivos que se lhe juntam a alma das coisas… E, aos séculos que já não ´tagarelava` por aqui... Pois é, há já algum tempinho que deixei de comentar em ´blogs`, mas hoje abri uma excepção. Fico muito satisfeito ao ver a evolução do trabalho feito em torno da modalidade em todas as frentes, seja na forma como tudo tem sido organizado, seja pelos participantes e espírito que está à vista, seja por todos que recolhem imagens e vídeos, e principalmente ao ver como a comunicação social tem acompanhado os eventos... já lá vai o tempo das críticas, pois quando se vê um artigo como este "com tudo no sítio certo" resta-nos dizer: Sim senhor, PARABÉNS!!! Por tudo que tem sido feito também a nível de divulgação e acesso que se tem por este meio no qual não nos falta pormenores para nos deliciarmos sempre que há ou houve uma prova... é caso para se dizer que o nosso Paraíso até na Internet se manifesta! Estamos todos de Parabéns!

Boas pedaladas a todos!

Clife disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clife disse...

PS: É verdade, por aqui, o nosso São Pedro do Biklas, o Ludo, parece não conseguir impedir uns diabinhos de se manifestarem no Chat! Ludo, para quando mandá-los de volta ao Inferno? lol

Luis Alves disse...

Temos cronista no Blog!

Abraços

Ovide disse...

Péga-te Clife que tás com a corda toda...lol

Bem vindo de volta... ao teclado... para quando uma volta pelas estradas?????

Abraço!
Ovide

Clife disse...

Luis, eh eh abraços!

Ovide, só de carro lol bicicleta só mesmo passear ;) Abraço!