terça-feira, abril 15, 2008

O dilúvio...

É verdade que a prova também tem que ter as suas condições "extreme" mas nesse caso era mesmo mais "hardcore"!

Essa fotos vão especialmente para o Ovide, para que veja que se debaixo do toldo era mau, fora dele era pior ainda! :)


A foto abaixo documenta aquilo que é evidente: já vi ribeiras de nome em que corre menos água que esta...


Abraço,

Tiago


P.S. As restantes hão de aparecer...

9 comentários:

CARLOS SILVA disse...

A 1ª foto recorda-me inevitavelmente o meu malhozito nesse sítio, e a foto resultante, que deve estar um estrondo...

Marco disse...

Tiago,

Obrigado pela dedicatória... o pessoal já estava com saudades de Domingo, por isso estas fotos são muito bem vindas. Logo que possível mostra mais algumas.

Abraço!
Ovide

jormed disse...

Olhar para as fotos, faz-me sentir novamente aquele temporal... lol
Já tive oportunidade de ver algumas fotos da prova e é incrivel a lama que havia por ali... estão quase todos irreconheciveis.

Aquele banho que dei a mim próprio no fim da prova com a água que estava acumulada no toldo soube mesmo bem... e retirou uns kilos de lama de cima de mim ;)

Grande trabalho Tiago. Diria que também fizeste uma "Jornada Fotográfica Hardcore"... lol

Abraço!

paulo rebelo disse...

Essas fotos e outras deviam ser enviadas para as revistas da modalidade pró pessoal saber q aqui também há provas. Nessas revistas, aparecem fotos de qualquer prova mesmo qd são feitas em cascos de rolhas. As nossas tb podem aparecer, n?

DJ disse...

O Paulo tem razão e já agora dou os meus parabéns ao Tiago, que, tal como os atletas, levou bem a sério e foi até ao fim.

Estamos todos à espera das outras...lol

Mark.R. disse...

Concordo que as nossas provas deviam, aparecer em revistas da modalidade, mas para tal nao podemos dizer deviam, ou epa era fixe se ... se queremos que isto aconteça temos que fazer por tal. Talvez essa divulgaçâo podia vir a trazer pessoal do continente ou dar valor ao pessoal de ca, porque nao sao quaisquer uns, ke apessar das condiçoes atmosfericas estao dispostos, a continuar com uma prova(como este domingo) , e a ter um enorme desgaste fisico e material, E no caso de alguns psicologico.
Queria tambem dar os parabens a todos, porque no meu caso eu nao trabalho e posso arriscar a ter uma lesao ou assim. mas para a maioria a trabalho a chamar no outro dia, e mesmo assim arriscaram e apesar de algumas quedas continuaram, acho que isto demonstra o amor que têm pela modalidade. Parabens a todos.

Ludovic disse...

...A ribeira q terminava na covinha(covona!!) escondida debaixo de água. Tb tralhei na 1ª foto... depois passei a fazer quase parado. A ribeira "retratada" fazia, mas parava antes de chegar à cova terminal...mto funda q já tava... do "lado de lá do circuito", tb havia um rego de água q de inicio era "inocente", mas para as ultimas voltas, p.q.o.p., ultrapassagem por cima do guiador à "escala", depois passou a ser "ON FOOT". Qdo é q vemos estas fotos?
Abraço, Tiago....grande maluco!

melo disse...

Já fiz uma prova de DH na rocha da Varzea em 2003, em que a água corria tipo "ribeira" trilho abaixo, com cascatas e tudo. Se aquilo já é dificil com piso seco agora imaginem com água a montes. Foi a minha primeira e única vitória à geral numa prova de DH e durante o cross de domingo lembrei-me várias vezes desta prova, pela quantidade de água que circulava por ali abaixo. Com certeza o Jorge vai ficar com esta vitória na retina por muitos anos, bem como todos aqueles que participaram. Curiosamente foi a prova que acabei menos cansado e só cai duas vezes uma delas em frente do pessoal da PH e outra no "escorrega" de lama lá em cima, todas elas devido à ausência pura e simples de travões, zero, nada só faltava por o pé na roda de trás tipo "puto de bairro que anda de bmx".
A julgar pelas fotos de amostra as restantes só podem estar mt boas.
Abraço.

jormed disse...

Essa do acabar fresco é curioso, pois a mim tb me aconteceu o mesmo. No fim não dava para andar depressa, logo não dava para cansar tanto... a dificuldade era mesmo mantemo-nos em cima da bike... lol
As armadilhas eram umas a seguir às outras e não dava para exagerar nos andamentos. Lembro-me duma em que ia a dobrar o Euleutério e estava uma pocinha à nossa frente.... só vejo a roda da frente do Euleutério a sumir e ele a voar por cima da bike... só me restou evitar a tal "pocinha"... lol