domingo, fevereiro 01, 2009

EPIC 2009 – EPIC 2007… O que muda?

Este fim-de-semana não fiquei nos cobertores, apesar do tempo ter estado uma miséria. O motivo era simples: tinha uma nova máquina para experimentar e quando assim é, nada nos retém em casa!
Troquei de quadro da minha BTT e agora tenho a versão S-Works de 2009, que inclui ainda o novo amortecedor da Specialized, o E100 Future Shock com o sistema Brain.

Em 2008 a Specialized surpreendeu meio mundo ao apresentar um design completamente novo para a Epic. Muitos se interrogaram sobre o porquê de uma mudança tão radical. Começaram logo as opiniões sobre estética, pesos, comportamento, distribuição de pesos, etc, etc, etc. Obviamente que todas estas interrogações à volta da Epic só fizeram aguçar o apetite e ao mesmo tempo elevar a fasquia em termos de exigência em relação ao novo material colocado à disposição dos potenciais clientes.
Eu não fugi à regra e confesso que as expectativas eram muitas quanto ao desempenho do novo quadro e dos novos amortecedores, e o que posso dizer é que não saíram defraudadas… foram mesmo superadas.

PESO
A primeira surpresa ocorreu mesmo antes de testar a bike, com o emagrecimento que ela teve. À entrada para a loja (CARREIRO & COMP., LDA), a Epic 2007 pesava 10,980Kg. Ao fim do dia, quando sai de lá a “nova” bike pesava 10,270Kg… ou seja, menos 710g. Este foi o peso retirado pela troca do quadro Marathon de alumínio de 2007, do espigão de selim da Thompson, da caixa de direcção Ritchey WCS, desviador dianteiro XTR e amortecedor FOX 100X. Todo o restante material manteve-se: Travões Avid Ultimate, Transmissão toda XTR, Rodas Crossmax SLR, avanço e guiador Ritchey WCS de alumínio.
Estava a contar retirar no máximo 500g, mas não fiquei chateado pelo bónus de 210g…. lol.
E ainda é possível retirar mais peso, sem gastar muito. Para isso basta montar os Twister Supersonic (na pesagem estava com os Continental Speedking e o Maxxis Medusa), substituir uma das câmaras que tenho actualmente de 150g por uma XXLight de 95g e a bike fica confortavelmente abaixo dos 10,100Kg. Com a troca do selim (por um toupé por exemplo) e uns apertos rápidos ainda mais leves… voilá… uma suspensão total abaixo dos 10kg. O objectivo aqui não era este…
GEOMETRIA
Sem querer entrar em detalhes técnicos sobre o novo quadro que é o primeiro totalmente em carbono, há uma coisa que sobressai à vista (para além da nova colocação do amortecedor traseiro, claro está) … a frente da nova bike é mais alta. Se derem ao trabalho de observar atentamente a imagem com a sobreposição dos 2 quadros, o que se destaca é a elevação da frente (em cerca de 2,5cm). Esta posição mais elevada traz (em teoria) um maior conforto e segurança a descer. Quando se está a pedalar não se vê o amortecedor traseiro (o Mini Brain). Fica completamente “tapado” pelo tubo horizontal. Este pormenor associado ao novo desenho da traseira faz-nos pensar que estamos a pedalar numa rígida.

COMPORTAMENTO
É aqui que reside a grande arma desta nova Epic. Com o E100 e o Mini Brain, ambos na posição menor de menor sensibilidade, esta Epic é de uma firmeza impressionante. Eu já achava o modelo anterior muito satisfatório, mas este deixou-me completamente surpreso. Em asfalto é mesmo preciso exagerar na pedalada para o mini-brain oscilar uns meros milímetros, quase imperceptíveis. Em estradão de terra chega a ser até desconfortável andar com a bike nessas condições (para os padrões de uma suspensão total entenda-se).
Os “bloqueios” induzidos automaticamente pelo sistema Brain tanto à frente como atrás estão muito mais eficazes. Este é o principal upgrade desta nova Epic. Sem estarem na posição mais firme não ficam a dever nada aos seus antecessores em termos de funcionamento. Confesso que estava reticente em relação ao amortecedor dianteiro, pois o Fox 100X tem um comportamento soberbo. Mas este E100 tem um comportamento e uma eficácia igualmente fantásticos.

Durante o dia de hoje (e de ontem) a bike teve um tratamento de BTT puro e duro. Desde a descida do Pinhal da Paz até ao campo de golfe, subida da Batalha e descida para o lado contrário pelas pedras, descendo depois o famoso trilho da Batalha… este circuito repetido várias vezes. Alternei piso regular, com piso irregular, pedras, mais pedras, lama, muita lama, subidas técnicas, descidas mais técnicas ainda. Fiz um pouco de tudo, testando as mais variadas afinações dos amortecedores à frente e atrás. A conclusão é simples: comportamento irrepreensível a todos os níveis!


BALANÇO
Não encontrei nenhum aspecto onde a Epic de 2009 fosse inferior à de 2007. Por comparação com a Epic de 2007, esta de 2009 tem como grandes trunfos 3 coisas essenciais que podem ser particularmente úteis em competição:
- É mais leve;
- É muito mais ágil (por ser mais leve);
- Acelera com muita facilidade por causa da maior rigidez do quadro (de carbono, por comparação com o anterior em alumínio) e acima de tudo por causa daqueles 2 amortecedores que têm uma eficácia do caneco. A potência de aceleração com este quadro vai direitinha para onde interessa… não se perde em bombear desnecessário.

Depois há 1 pequeno detalhe que revela a confiança que a marca deposita nos seus produto: os amortecedores da Specialized vêm uma garantia de 5 anos!!!

VEREDICTO
A Specialized está na moda. A marca tem-se pautado por uma politica de vendas muito agressiva, mas a verdade é que os seus produtos têm correspondido ao que é exigido a uma marca líder.

No caso da Epic, o modelo sofreu uma alteração radical. A única coisa que tem em comum com os modelos anteriores é o nome. Pode-se discutir se o novo design é mais bonito ou não que o anterior, mas isso é irrelevante. O que mais interessa é que a mudança foi para melhor ao nível da performance. A bicicleta continua a ser uma suspensão total (lol) mas adquiriu um comportamento muito mais “racing” graças à eficácia dos Brain. É uma bicicleta feita para andar depressa a subir, a descer e a rolar…

Só tem um defeito: não veio com um UPGRADE AO KIT DE PERNAS!

Fiquem bem!

16 comentários:

André Arruda disse...

"Não encontrei nenhum aspecto onde a Epic de 2009 fosse inferior à de 2007" Esqueceste-te de comparar o preço, lol.

Grande avião, eu todo motivado que tinha comprado uns Twister e tal e apareces-me tu com um avião desdes.. :P

Um abraço

MOTARTE disse...

Parabéns Jorge!

Agora uma máquina ainda melhor... ;)

Luis Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luis Alves disse...

Epa ja tive oportunidade de ver esta máquina e pegando nela com as mãos e fazendo força para baixo para ver o funcionamento das suspensões pensei...estão bloqueadas, mas so dps o Jorge disse-me que aquilo era automatico...suspensões inteligentes. lol

Epa é mt bonita e super leve, gd máquina.

Abraços

melo disse...

Parabens Jorge, grande aquisiçao sem dúvida.
Grande post.
Quando puderes faz o teste na "burra" para sentires as diferenças. lol
parabens e domingo dá-lhe "fire no pinhal".

Igor Furnas disse...

É como o André diz: "grande avião!". Não há muito que se possa dizer sobre ela... o Jormed já disse tudo no post! Sou testemunha que a bicha parece um rígida quando anda em alcatrão! Não mexe!!!

Jormed quando te fartares... sabes onde eu moro! Se não te quiseres dar ao trabalho de a trazer cá, dá um toque que eu faço o sacrifício de a ir buscar! :p

Abraços

Levy disse...

Parabéns Jorge!!
Concordo que só falta mesmo o kit Sauser (mais a mim que ti) ;)

100 % de acordo com a tua análise, não esquecendo que a minha não tem escoras em carbono e não tem o future shok, mas no meu caso o termo de comparação era com a EPIC2003, e a diferença ainda é maior.

Esta é mais "R"

jormed disse...

É uma grande máquina sem dúvida, mas como foi referido, não vem com o Kit Sauser... lol (gostei desta do Levy)

Quanto a Domingo, sobre a sua performance, logo se vê. O ciclista ainda continua a fazer a diferença e no meu caso, a abordagem que estou a fazer à competição este ano está a ser diferente... tinha de ser.

Eu não consigo (é impossível) manter um bom nível competitivo estando tão sobrecarregado com esta parte organizativa. Uma coisa é organizar uma competição como foi feito em 2006 e 2007, para um máximo de 30 atletas. Neste momento, estamos a pensar em ter um número de participantes no Pinhal da Paz em número bem acima dos 50 participantes.
As responsabilidades organizativas são muito maiores, o stress associado ao evento é muito maior e obviamente isso reflecte-se na disponibilidade para treinar... sobretudo ao nível da disponibilidade mental.

Todos vocês estão neste momento concentrados em obter o melhor desempenho e resultado pessoal... eu não estou concentrado nessa parte. Estou sim concentrado (conjuntamente com os outros elementos da Organização) em que tudo corra da melhor forma para que as expectativas das pessoas não saiam defraudadas. São abordagens ao assunto completamente diferentes.

É agradável constatar todo o respeito e apoio que têm manifestado publicamente em relação a mim enquanto atleta... isso dá-me motivação, mas sei por experiência própria que no nível competitivo em que estamos isso só já não chega para nos mantermos no topo.
Como sempre vou dar o meu melhor no Pinhal da Paz... nunca entro numa prova para passear. Mesmo nas 4h com o meu filhote dei o máximo. Mas poderá já não vir a ser o suficiente para estar lá na frente.

É algo que tenho que começar a habituar-me. Na estrada já estou habituado (lol), mas no XC essa mudança vai ser dolorosa, pois é a minha modalidade de eleição (cada vez mais).

Luis Almeida disse...

Tem calma Jorge não sofras por antecipação, quem te diz que os outros estão melhores que tu...???Como diz um grande amigo meu, "todos temos duas pernas" por isso no fim se faz as contas...

Um abraço

P.S.- mas vou tentar fazer-te a folha, lol (picanço.eheheheh)

jormed disse...

Oh Luís... tu melhor que ninguém compreendes o que quero dizer com isto. Quem treina há algum tempo com regularidade aprende a conhecer-se a si próprio.

Desde há 6 semanas que eu treino com alguma regularidade.
Desde Dezembro que tenho 49h05m acumulados de treino. A questão é que a mente não está virada neste momento para a competição, por mais que eu queira... e isso tem implicações na forma como rentabilizamos os treinos e melhoramos a condição física.

Eu sei como é que estou neste momento, sei como é que poderia estar, imagino como conseguiria ficar daqui a mans semanas, caso estivesse a treinar noutras condições.

O que quero dizer com tudo isto é que tenho de começar a pensar na competição numa perspectiva mais "light", precisamente para deixar de sofrer por antecipação

Levy disse...

O discurso do Jormed parece de um "mister" da bola na antevisão de um jogo... O adversário é favorito, não obstante jogarmos em casa há outros factores, blá blá blá.
:)
É isso!!! A pressão para cima dos outros!!

jormed disse...

lool... é isso Levy... eu já tenho pressão que chegue. Deixem-me sacudir um pouco para cima dos outros ;)

jormed disse...

Tem-se falado de muita coisa e de muitos nomes... mas ninguém mencionou até à data o nome de DAVID MORAIS... até parece que ele não é PRINCIPAL CANDIDATO para Domingo...

Paulo Resendes disse...

Finalmente,... Já pensava que ele ia passar ao lado das previsões.
Ninguém sabe como ele está, mas certamente irá estar melhor do que na época passada.

paulo rebelo disse...

Éh Resendes, com essas "despromoções" e aquisições todas na PH vê lá ver se n "promoves" o Davide pra Vet.B pra tornar este escalão mais competitivo, hé, hé hé...(é só velhos...)

Ludovic disse...

...Axo q vai haver luta em todos os escalões :P... à geral, tenho o meu palpite p/ a vitória, mas aposto num grupo de 6,7 ciclistas a rodarem na frente da corrida na maioria das voltas, q com o aproximar do término da corrida irá perder elementos...

Logo veremos ;)