sábado, maio 27, 2006

Uma volta à Batalha...

Pois bem. Hoje fui até lá fazer o reconhecimento de bike pela primeira vez, aproveitando a oportunidade dada pelo sobike ontem aqui no chat do biklas.
Esperava ter visto mais pessoal a fazer o mesmo, mas se calhar estavam já a pensar na prova em Nordeste...

O circuito tem um pouco mais de 3000 metros, dos quais 2100 são sempre a subir... é isso mesmo.. 2/3 do circuito feitos com a roda da frente numa posição mais elevada que a de trás. Desses, 1250 metros são feitos em estrada de terra, mas com algumas pedras pelo meio que dificultam por vezes a escolha da trajectória ideal. Nessa secção, a inclinação média é de 5,1%, se bem que tem uma pequena parte de pouco mais de 100m que inclina bem.
Quando pensamos que acaba a subida, viramos à direita para a zona que andamos a a abrir nestes dias. É um single-track de quase 1000 metros feitos a... adivinhem... a subir! Tem uma inclinação média de 4,6%, mas os ultimos 200 metros puxam (e bem!) pelas pernas.
Segue-se depois a descida que vai ser partilhada em parte com o que vai ser usado no DH no próximo dia 11. São 600 metros a descer com uma inclinação média de 16,8% (!!!). Os primeiros 300 não são nada de especial, mas seguem-se uns 200 com muita pedra solta que dificulta a escolha da trajectória e as travagens tornam-se complicadas por isso (e pelos 16,8%). Os ultimos 100 metros da descida são feitos no meio das árvores e são no mínimo... técnicos...
Depois entramos na estrada de terra onde fazemos mais uns 300 metros a descer, antes de virar à direita e recomeçar uma nova volta... a subir.
O desnível acumulado por volta são 115 metros. 10 voltas significam uma altitude acumulada de 1150 metros. Ainda é subir bastante. Contrariamente ao que vem vem sendo dito, a parte mais rápida do circuito (na minha opinião) não é o início da descida de 16,8% (ai nem cheguei aos 40 hoje), mas sim os ultimos 300 metros feitos já na estrada de terra, onde facilmente se passam os 50km/h.
Hoje fiz 4 voltas ao circuito. Num andamento "soft" os tempos vão andar pelos 12-13 minutos por volta. Mas por exemplo na 4.ª volta fiz 11m02s, mesmo tendo uma queda pelo meio...

Enfim... vemo-nos amanhã em Nordeste. Já agora ficam algumas dicas dadas pelo Carlos ao telemóvel sobre a prova em Nordeste. O piso ao que parece é escorregadio porque algumas zonas têm limbos... há uma trialeira de cerca de 10 metros a descer... não existe um número definido de voltas a dar. Segundo o que ele me disse, a prova vai ter a duração de 100 minutos, tempo após o qual serão efectuadas mais 2 voltas. Confuso??... amanhã o Carlos explica... lol

Fiquem bem!

5 comentários:

Ludovic disse...

Tudo mto interessante!

Neowex disse...

Enfim..Se não tivesses ido andar, não tinhas tido uma queda pelo meio.

melo disse...

Se o tempo colaborar, vai ser "show" garantido. Aquela zona e mt boa.

Ricardo disse...

Subida! Ai os meus "rinzes"!!! Lá estarei no sabado e no domingo! pelo menos e o ke espero!

survivor disse...

que posso eu dizer senão: também gostava de ter estado lá convosco...abraços!